Polícia pede prisão de quatro garis pela morte de economista na Pituba


A delegada Maria Selma, titular da 16ª Delegacia da Pituba, já pediu a prisão temporaria dos quatro funcionários da Revita, que prestam serviços de limpeza à Limpurb, pela morte do economista Luciano Rodrigues Vieira, 43 anos. Segundo a delegada, três deles se apresentaram espontaneamente, mas, inicialmente, apenas um havia confessado o crime.

Ainda de acordo com a delegada, um dos coletores apontou outros dois colegas e o motorista como o autores da agressão que terminou na morte de Luciano. Em depoimento na noite desta segunda-feira (11), eles alegaram legítima defesa. A Polícia Civil teve acesso às imagens de câmeras dos prédios da rua onde o crime aconteceu e conseguiu identificar a briga. Logo depois, os funcionários foram identificados. Os nomes deles não foram divulgados.



Vídeo

Nas imagens, é possível ver o momento em que os três garis descem do veículo e seguem em direção ao empresário. O motorista continua dentro do caminhão, enquanto os três agentes de limpeza espacam a vítima. Após o crime, eles seguem sem prestar socorro e continuam a coleta.

Ainda em depoimento à polícia, o motorista disse que não prestou socorro porque precisava "continuar coletando lixo", mas que teria pedido a um porteiro para chamar uma ambulância.


 

 Leia mais no Correio*
POST ANTERIOR
PRÓXIMO POST
Notícias Relacionadas