CAIRU: Falta de organização e respeito marca o período de inscrições para concurso público

Empresa contratada a peso de ouro promove a maior lambança nos dias de inscrição


Desorganização, incompetência e má-fé. Que essas são marcas registradas da administração Fernando Brito (PSD) todos já estão cansados de saber. Mas, seria impensável que até a simples inscrição para o concurso público fosse transformada em uma verdadeira baderna.

Contratada a peso de ouro (R$ 220.000,00) em processo licitatório nebuloso, a empresa Concepção Consultoria derrapou no quesito organização logo nos primeiros dias dedicados ao processo de inscrição dos candidatos ao concurso público da Prefeitura Municipal de Cairu, no Baixo Sul baiano.

Os interessados enfrentaram, durante várias horas, enormes filas sob sol e chuva para conseguirem se inscrever no certame. A exigência da inscrição presencial contribuiu para a confusão que causou grande descontentamento e inúmeras reclamações, desde o início das inscrições no ultimo dia 12.


Em tempos de tecnologia cada vez mais disponível e ao alcance da população, a empresa responsável simplesmente ignorou e, na contramão de diversos concursos que ocorrem no Brasil, não estipulou o processo de inscrições via internet desde o início. Veio a fazê-lo apenas depois do grande tumulto, expondo as pessoas a uma humilhação desnecessária.

Na opinião do vereador Diego Meireles (MDB), o fato de não terem sido abertas as inscrições online logo no início, "tirou a possibilidade de acesso ao concurso de muita gente."

"Imagine os filhos de Cairu que moram fora do município.  Por falta dessa opção tiveram que se deslocar até a sede do município, largando suas atividades e gastando dinheiro apenas para se inscrever", ponderou Meireles.

Decisão tardia: Somente após a confusão é que foram liberadas as inscrições via internet
Diego Meireles acrescentou, ainda, que muitas pessoas que estão desempregadas, apesar dos gastos com deslocamento e alimentação, não conseguiram realizar a inscrição.

Veja as imagens da vergonha:






POST ANTERIOR
PRÓXIMO POST
Notícias Relacionadas