Zé Ronaldo precisa melhorar discurso se quiser equilibrar o jogo eleitoral


A menos de três meses para a realização do primeiro turno das eleições para governador, o pré-candidato do DEM, ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, precisa dar um upgrade em seu discurso de campanha se quiser equilibrar a disputa com o atual governador e líder das pesquisas Rui Costa (PT).

Nos eventos políticos que participou no último final de semana em Nova Soure e Cipó, no Nordeste baiano, o demista declarou que  ainda está fazendo um levantamento das demandas das cidades para auxiliar na montagem do plano e estratégias de governo.

Ainda? A uma altura dessas do campeonato?

José Ronaldo viaja o Estado sem nenhuma proposta articulada de plano de governo, limitando-se apenas a fazer a crítica pela crítica da gestão de Rui. Disse Ronaldo, que em apenas 90 dias de pré-candidato, disputa de igual para igual em Cipó!

O município possui pouco mais de 13.500 eleitores, insuficientes para tornar a disputa menos desigual.

No mais, Ronaldo apega-se única e tão somente à retórica para criticar a Central de Regulação estadual, prometendo que se eleito o sistema "não vai matar mais ninguém", pois irá acabar com essa "situação humilhante".

E segue com o rosário de frases prontas: "Servidores não ficarão sem reajuste anual. Colocarei pessoas certas nos lugares certos e a segurança vai melhorar. Serei um governador sertanejo, do interior e dos municípios".

Durante discurso em Cipó, José Ronaldo disse que está satisfeito com a pré-campanha. Claro que esse é um discurso para fora, porque internamente a coisa não é nada animadora. A indefinição na montagem da chapa, as rusgas entre Jutahy e Irmão Lázaro, a participação ainda tímida de Neto na campanha, dentre outros percalços, contribuem para que Zé Ronaldo continue patinando na pré-campanha.

Ou muda e qualifica o discurso, ou então a oposição caminha a passos largos para sua quarta derrota consecutiva nas eleições majoritárias da Bahia. E no primeiro turno, é bom lembrar.

*J. Britto é editor do Politiza
Artigo escrito originalmente para g8news.com.br
POST ANTERIOR
PRÓXIMO POST
Notícias Relacionadas